01 março 2011

"O fim pode ser o começo"

                                                                                                            Kiwi!

Estava debruçada na grande janela de vidro, tentando esvaziar uma mente cheia de significações e medos. O mar estava límpido, deixando ainda mais visível o esfumaçar das ondas, que dançavam em sintonia com o vento frio de inverno, como se já fossem grandes amigos.
Segundos passavam como se fossem pequenas horas contadas, fazendo o tempo se reduzir drásticamente. Tudo ficou calado de repente. As vozes na rua se transformaram em pequenos sussuros. Os carros, buzinas, xingamentos, rangidos, nada mais importava. O horizonte havia hipnotizado meus sentidos, fazendo um olhar cego enxergar uma realidade até então nunca vista. Eu estava presa. A angústia começava a subir pelo meu corpo. Barriga, pernas, braços. Tomando conta de tudo que eu achava ter a capacidade de controlar.
Meus olhos não choravam. As lágrimas não se atreviam sair. Extravasar aquele sentimento não iria ajudar. Eu precisava pensar.
As horas passavam, os minutos passavam, e as batidas do relógio pareciam facas entrando dentro do meu coração. Foi nesse instante que o horizonte começou a dançar a sua própria arte, modificando suas cores, seu sentido. O sol, que ainda estava no céu, começou a dançar a sinfonia daquele momento singular, deixando seus raios ainda mais expostos, ainda mais fortes, complexos. A sua luminosidade penetrou pela janela de vidro, fechando minhas púpilas sem nenhum perdão.
Nesse instante eu me calei. Não queria ver, não queria ouvir, nem falar. A única coisa que meu corpo pedia era uma nova certeza de mudança. Precisava encarar meu espírito, meus medos, fazendo nascer uma nova flor, entre tantas que já brotaram no meu jardim de vida.
O ar que entrava pelos meus pulmões redescobria caminhos esquecidos intencionalmente, trazendo à tona tudo que havia sido passado, um dia.
Uma força estranha subia por minhas entranhas, explodindo meus orgãos, minha pele, refletindo, até mesmo, em meus olhos fechados. Essa força queria o impossível, queria acreditar no mais absurdo dos sonhos, queria me fazer viver.
Já era hora de mudar. Era hora de encarar novas situações, de abrir minha mente para novos horizontes. Eu precisava descobrir meus próprios segredos, desejos, sucessos. Era hora de acreditar.
E foi assim que eu preparei minhas ferramentas para construir um novo futuro. Joguei uma corda na imensidão de tantos conflitos e comecei a subir. Escalando aos poucos a dor de encarar momentos frágeis. Sempre foi difícil não conseguir. Sempre foi fácil boicotar meu próprio caminho.
A batalha começou. Um novo começo para um novo fim.

É... Muitas vezes só procuramos algo novo quando o fim já foi posto em nossas mãos.
Escolhas são feitas. Destinos traçados.
Nada é impossível para quem acredita em uma nova possibilidade de vencer.


Ps: O pássaro do vídeo não voa.

5 Comentários:

Lorde Croowel disse...

O video partiu meu coração, não sei se sou eu muito sensível a coisas do tipo, mas me brotaram lágrimas nos olhos, só não escorreram pela face...hehehe. Animação simples, mas com grandes significados. E quanto as suas palavras...belíssimas. Acredito também no poder que nós temos de reverter situações críticas, de forma simples, as vezes observando a natureza, ou apenas devaneando em pensamentos. Acho importante a decisão de lutar pelos sonhos até o fim, como o pássaro do video. Mágico.

Miry Fernandes disse...

Assim como o Lorde Croowel, estou de coração partido. Não só pelo video, mas também por suas belas e verídicas palavras.
Esse, sem dúvida, foi o seu melhor post até agora.

- Big kiss.

ricardo disse...

Adorei suas palavras.
Tão lindas quanto a autora.
Admirador secreto.

Sr. Lunático disse...

tô chorando até agora, o video é lindo e as palavras causam um choque de efeito, eu sei, eu sei... um homem chorando com isso, sei lá! muito, muito foda esse lugar!

Evelyn Colaço . disse...

''Nada é impossível para quem acredita em uma nova possibilidade de vencer.''

Nada nunca é impossível! Quer quer pode até consiguir, mas quem realmente quer, vai á luta.

bjs.

Também estou seguindo, adorei aqui!

Contos, e só. © Theme By SemGuarda-Chuvas.